Comissão de Interiorização percorre mais de 11 mil km pelo interior do estado

Miniatura - Conversando

O Programa de Interiorização do Crefito5 foi lançado em agosto de 2014 com o objetivo estreitar as relações do Conselho com os profissionais e seus representantes no interior do Estado. Desde então, a Comissão de Interiorização, responsável por dar andamento às ações, esteve presente em mais de 22 cidades para ouvir os profissionais, acolher suas demandas e sanar dúvidas. O cronograma da Comissão para 2016 é ousado e sugere visitar um total de 27 cidades até o final do ano.

“Só nos últimos 10 meses foram 19 cidades visitadas e mais de 11 mil quilômetros de viagem. Conseguimos conversar com os profissionais, ouvir suas necessidades e ajudá-los no que cabe ao Conselho”, afirmou Betinho Fernandes, membro da Comissão de Interiorização.

Durante as visitas, foram discutidos assuntos como a importância da autonomia, da valorização e da dignidade profissional; a questão dos contratos com as operadoras de planos de saúde e as normativas da ANS; as novas regras para estágios obrigatórios e não-obrigatórios; o Referencial Nacional de Procedimentos e outras questões do Código de Ética profissional; os parâmetros assistenciais; o exercício ilegal ou irregular das profissões e a fiscalização profissional.

Para o presidente do Conselho, Fernando Prati, o contato com os profissionais do interior é muito importante. “Estamos ouvindo os profissionais, nos apropriando dos problemas e dando encaminhamentos para as soluções possíveis e temos percebido bons avanços. Estamos desenvolvendo um trabalho de equipe”. O presidente ressaltou ainda a importância da participação dos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais nos encontros promovidos nas cidades do interior: “É a oportunidade que temos de discutir juntos assuntos de grande importância para todos nós, profissionais. Se queremos buscar mudanças, precisamos nos tornar profissionais ativos, e participar desses momentos, é uma forma de cada um fazer a sua parte”, finalizou.