Crefito5 esclarece para Ministério Público questões sobre a RDC7

uti45

A 2ª promotora de justiça cível do Ministério Público de Novo Hamburgo, Dra. Juliana Maria Giongo, entrou em contato com o Crefito5, fazendo diversos questionamentos e solicitando um parecer técnico sobre as necessidades descritas na RDC7 para os serviços de fisioterapia dentro das UTI’s. Os esclarecimentos são para a resolução de uma denúncia contra a Fundação de Saúde de Novo Hamburgo.

A Comissão de Especialidades do Crefito5, juntamente com o Departamento de Fiscalização, responderam prontamente à solicitação da promotora, fornecendo através de ofício, informações técnicas que justificam as normas descritas na RDC7.

Conforme consta no documento, as recomendações da RDC7 foram elaboradas com os objetivos de melhorar a força muscular de pacientes críticos, melhorar a funcionalidade e qualidade de vida, reduzir o estado de delirium, reduzir o tempo de ventilação mecânica e o tempo de internação na UTI, possibilitar um retorno funcional mais rápido aos pacientes e reduzir custos com internações hospitalares prolongadas.

“Vamos colaborar com todos os órgãos competentes para fazer cumprir a RDC7. Nós, enquanto Crefito5, estamos fazendo a nossa parte, fiscalizando e trabalhando em parceria com o Ministério Público para exigir que a resolução seja cumprida e os pacientes tenham esse direito assegurado”, afirmou o presidente do Conselho, Fernando Prati.

Clique aqui e confira a RDC7 na íntegra.