Gerontologia: uma nova especialidade reconhecida pelo COFFITO

54fdae7da6169

O ano de 2017 começou com uma boa notícia aos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais: o surgimento de uma nova especialidade de atuação reconhecida pelo Coffito: a Gerontologia (Resoluções Coffito n.º 477 e 476/2016).

O movimento para a criação da especialidade se deu a partir da necessidade advinda do envelhecimento populacional e das peculiaridades envolvidas no atendimento ao idoso. A partir da criação da especialidade, os idosos poderão ter o atendimento mais adequado possível por um profissional especialista, visando sempre a manutenção e/ou reestabelecimento da autonomia e da funcionalidade do idoso.

A especialidade, na fisioterapia, surgiu a partir de um movimento nacional de fisioterapeutas atuantes na área e se consolidou a partir da criação da ABRAFIGE (Associação Brasileira de Fisioterapia em Gerontologia).

O fisioterapeuta com essa especialidade está apto a realizar consulta e diagnóstico fisioterapêutico/cinesiológico-funcional, com ênfase na capacidade funcional, referente à autonomia e independência das pessoas em processo de envelhecimento.

Salienta-se a heterogeneidade desse grupo populacional. Dessa forma, o fisioterapeuta e o terapeuta ocupacional deverão utilizar os mais diversos recursos terapêuticos e sempre orientar familiares e cuidadores sobre as práticas mais adequadas, além de pregar sempre pelo estabelecimento da atenção multiprofissional ao idoso.

O Crefito5 está engajado nesse movimento, e já trabalha com profissionais da área na criação de uma câmara técnica em gerontologia, a fim de apoiar a especialidade em todos os âmbitos necessários.