Porto Alegre ganha Plano Municipal do Idoso

idosos-68778

O Plano Municipal do Idoso foi lançado no dia 21 de março pela prefeitura de Porto Alegre. O documento possui 64 metas, distribuídas em 14 órgãos, oito programas estratégicos e oito eixos temáticos. O plano servirá como base para o controle social de projetos e ações voltadas para os idosos na Capital realizadas até 2018.

O processo de confecção das diretrizes teve a parceria da sociedade civil com o poder público, reunindo a Secretaria Municipal de Direitos Humanos (SMDH), através da Secretaria Adjunta do Idoso, o Conselho Municipal do Idoso e outras 14 pastas da prefeitura. Entre as ações do Plano Municipal do Idoso, destacam-se a ampliação do número de atendimentos a idosos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e no Centro Dia, além da oferta de atendimento especializado às pessoas idosas com grau de dependência, a alfabetização de idosos, a execução de rebaixos de calçadas em ruas e praças da cidade, a contratação de geriatras e o atendimento domiciliar à pessoa idosa através da ampliação do Programa Melhor em Casa.

Segundo o secretário municipal de Direitos Humanos, Luciano Marcantônio, existe uma necessidade de fomentar as políticas públicas para idosos. “Unindo ações entre governo e sociedade civil, precisamos garantir que essa população, que cresce cada vez mais na Capital, tenha um espaço mais digno na sociedade”, afirma.

O Plano Municipal do Idoso era reivindicado há 20 anos pela sociedade civil. “Este documento reflete o olhar da prefeitura de Porto Alegre para as políticas públicas voltadas à população idosa”, pondera o secretário adjunto do Idoso, André Canal.

Fonte: Jornal do Comércio